segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

E Alice viveu fantasiando para sempre

Já tentei parar de sonhar, de fantasiar, de imaginar. Descobri que não consigo. Descobri que não gosto de ser normal. Descobri que não presto para ser normal. Descobri que, na verdade, não quero ser normal.
Gosto de viver sonhando. Para mim seria muito chata a vida sem sonhos e sem fantasia. No meu mundinho de sonhos tudo é muito mais fácil, mais simples, mais legal. Meus amigos são lagartas loucas e borboletas feitas de pão de fôrma. Como não gostar desse mundo?
Nesse mundo, eu não choro, eu não sofro, os gatinhos não crescem e os cães não babam.
O mundo perfeito, certo?
Na verdade, eu acho que sou um pouco louca. Eu acho que sou louca porque gosto muito de ler fantasia. É sério. Outro dia mesmo, acabei de ler todos os sete livros do Harry Potter, e não li uma vez só cada um não. O 1º eu li umas 10 vez, o 2ª umas 8 vezes,... só o último que eu li somente 2 vezes. Mas, não só contente em ler, eu assisti todos os filmes (com certa decepção) e comprei os livros para mim.
E, essa semana é claro, chegou minha coleção do Percy Jackson e os Olimpianos, as Crônicas de Nárnia e o 1º da saga Pégasus. Mais fantasia pra mim.
Não me defino como loca na verdade, me defino aenas como feliz, fantasiando para todo o sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário