quinta-feira, 7 de abril de 2011

Almirante!


Conhecido por sua voz malandra e seu jeito faceiro de cantar, Jorge Veiga, é um dos grandes intérpretes do samba, aliando, em seu repertório, sambas de breque, de gafieira e carnavalescos. Nascido no Engenho de Dentro, começou a vida artística em 1934, na Rádio Metropolis, mas só obteve sucesso dez anos depois, no carnaval de 1944, com o samba "Iracema". Já com sua personalidade irreverente moldada, Jorge lançou sucessos como "Rosalina", "Cabo Laurindo", "Eu Quero É Rosetá" e "Estatutos da Gafieira", entre outros. Em 1971, lançou o LP "De Leve" em parceria com Cyro Monteiro, outro das maiores cantores do samba carioca. Eternizando sua carreira, lançou, em 1975, "O Melhor de Jorge Veiga".

Conversa De Botequim (Jorge Veiga)

[REFRÃO]:
Seu garçom, faça o favor
De me trazer depressa
Uma boa média
Que não seja requentada
Um pão bem quente
Com manteiga à beça
E um guardanapo
E um copo d'água bem gelada
Feche a porta da direita
Com muito cuidado
Que eu não estou disposto a ficar
Exposto ao sol
Vá perguntar ao seu freguês do lado
Qual foi o resultado do futebol

Se você ficar limpando a mesa
Não me levanto nem pago a despesa
Vá pedir ao seu patrão
Uma caneta, um tinteiro
Um envelope e um cartão
Não se esqueça de me dar palito
E um cigarro pra espantar mosquito
Vá dizer ao charuteiro
Que me empreste uma revista
Um cinzeiro e um isqueiro

[REFRÃO]

Telefone ao menos uma vez
Para 344333
E ordene ao Seu Osório
Que me mande um guarda-chuva
Aqui pro nosso escritório
Seu garçom, me empreste algum dinheiro
Que eu deixei o meu com um bicheiro
Faz dizer ao seu gerente
Que pendure esta despesa
Num cabide ali em frente

[REFRÃO]





Nenhum comentário:

Postar um comentário